SÉRIE ADAPTAÇÃO | Gávea Filmes

SÉRIE ADAPTAÇÃO

 Ano: Em Breve

 Produção: Gávea Filmes

 Direção Geral: Pedro Freire

Adaptação é uma série idealizada por Gabriel Bortolini, produção da Gávea Filmes (Bianca De Felippes), direção geral de Pedro Freire e roteiro de Grace Passô, Jô Bilac, Felipe Rocha, Rodrigo Nogueira, Marina Meira e Rodrigo de Vasconcellos, além de contar com a supervisão geral de Michel Melamed.
A série conta com 12 episódios de 26minutos.
Serão adaptadas 6 obras nacionais originalmente criadas para uma encenação teatral.
São elas:
Cachorro e Rebú, de Jô Bilac
Amores Surdos e Por Elise, de Grace Passô
Ninguém Falou Que Seria Fácil, de Felipe Rocha Ponto de Fuga, de Rodrigo Nogueira
Não é uma peça de teatro gravada, é a utilização do texto criado para um espetáculo teatral na criação de uma nova obra artística.
SINOPSE DAS OBRAS:
CACHORRO! com ar de uma obra de Nelson Rodrigues, conta a história de uma mulher que vive um caso com o melhor amigo de seu marido. REBÚ, em tom de tragicomédia conta a rotina de um jovem casal que é alterada com a chegada de parentes e um filho inusitado.
AMORES SURDOS, mostra o reflexo de um cotidiano alienado pela rotina e a falta de comunicação entre um pai ausente, uma mãe zelosa, um caçula com problemas respiratórios e outros dois filhos.
POR ELISE, mostra uma dona de casa que narra histórias de seus vizinhos; um cão que late palavras; um lixeiro em busca de seu pai desaparecido; uma mulher perdida; um funcionário que deseja ir para o Japão e trabalha recolhendo cães doentes.
NINGUÉM FALOU QUE SERIA FÁCIL, traz dois atores e uma atriz que travam uma disputa por a atenção, carinho e espaço, alternando da infância para as angústias da vida adulta.
PONTO DE FUGA, conta a história de uma dona de casa foi ver uma peça de teatro e teve uma identificação tão forte com um personagem que passou a questionar sua vida e um jovem músico que perdeu a capacidade de ouvir música, somente em sonho.
NINGUÉM FALOU QUE SERIA FÁCIL, traz dois atores e uma atriz que travam uma disputa por a atenção, carinho e espaço, alternando da infância para as angústias da vida adulta.
PONTO DE FUGA, conta a história de uma dona de casa foi ver uma peça de teatro e teve uma identificação tão forte com um personagem que passou a questionar sua vida e um jovem músico que perdeu a capacidade de ouvir música, somente em sonho.